Hits: 383

Cinco pães e dois peixes são suficientes

Por Pastor Yan Lijie  (BICF Igreja Chinesa - Pequim)

 

 

Marcos 6:33-38 (NVI)

 

33 "Mas muitos dos que os viram retirar-se, tendo-os reconhecido, correram a pé de todas as cidades e chegaram lá antes deles. 34 Quando Jesus saiu do barco e viu uma grande multidão, teve compaixão deles, porque eram como ovelhas sem pastor. Então começou a ensinar-lhes muitas coisas. 35 Já era tarde e, por isso, os seus discípulos aproximaram-se dele e disseram: "Este é um lugar deserto, e já é tarde. 36 Manda embora o povo para que possa ir aos campos e povoados vizinhos comprar algo para comer". 37 Ele, porém, respondeu: "Deem-lhes vocês algo para comer". Eles lhe disseram: "Isto exigiria duzentos denários! Devemos gastar tanto dinheiro em pão e dar-lhes de comer?" 38 Perguntou ele: "Quantos pães vocês têm? Verifiquem". Quando ficaram sabendo, disseram: "Cinco pães e dois peixes"."

 

Os discípulos estão em uma crise, um momento muito humilhante e uma situação, também, impossível. Seu Mestre encarregou-os de alimentar 5 mil homens adultos muito famintos (e se você adicionar todas as mulheres e crianças, talvez considere cerca de 20 mil pessoas ao todo).

 

Quais opções os discípulos tinham?

Eles estão num lugar deserto, o que significa que não há lojas, mercados ou restaurantes disponíveis, nem mesmo casas nas proximidades que talvez possam ajudar a suprir parte da necessidades urgentes. Obviamente, não há serviço de entrega de comida. Não há orçamento para isso e não houve  planejamento prévio nem discussão para essas situações. E não há tempo a perder — é fato que os estômagos de 20 mil pessoas famintas estão roncando. Isso é completamente embaraçoso e mesmo assim o Mestre Jesus não se comprometeria em fazer o óbvio, simplesmente mandando o povo ir embora. Será que Ele não entende de gerenciamento de riscos e que isso pode acelerar uma potencial crise de relações públicas que arruinariam nossa reputação e credibilidade? Nós certamente perderemos pessoas, influência e financiamento futuro. E nós, a equipe de cooperadores de Jesus, estamos com pouco pessoal, temos pouca qualificação, pouca formação e somos pouco preparados para lidar com tudo isso. Pra começo de conversa, quem foi que escolheu esse lugar?

 

Durante essa temporada de COVID-19, frequentemente me vejo cambaleando em um redemoinho de situações conflitantes e emoções contrastantes: bravo, crítico, inflexível, medroso, inadequado, preocupado, perdido, desanimado, desiludido e derrotado. Situações que vão além do meu controle ou nas quais eu não tenho muito o que fazer e dar o meu melhor ainda assim não é suficiente. Será que isso vai ser a gota d’água? Vou me contentar com isso ou há outra saída? Haverá um caminho melhor e uma maneira melhor de fazer as coisas?

 

Agora, considere à Deus. Contemple Suas Palavras.

 

“(Jesus)… teve compaixão deles, porque eram como ovelhas sem pastor. Então começou a ensinar-lhes muitas coisas.”

 

Se meu foco não está em Deus, mas nos prazos urgentes, tarefas difíceis e pessoas estressantes à minha volta, é fácil perder Deus de vista. É por isso que me sinto mais pecador que santo, mais como uma ovelha errante do que uma ovelha seguramente guardada nas mãos do Pastor. Mas Ele nunca nos perdeu de vista, nem a você e nem a mim. Ele foi e é movido de compaixão por nós, porque exatamente nesses momentos somos como ovelhas sem pastor, fazendo tudo da nossa própria maneira e ainda assim não nos apoiando nEle.

 

João 6:5-13 (NVI)


5 “Levantando os olhos e vendo uma grande multidão que se aproximava, Jesus disse a Filipe: “Onde compraremos pão para esse povo comer?” 6 Fez essa pergunta apenas para pô-lo à prova, pois já tinha em mente o que ia fazer. 7 Filipe lhe respondeu: “Duzentos denários não comprariam pão suficiente para que cada um recebesse um pedaço!” 8 Outro discípulo, André, irmão de Simão Pedro, tomou a palavra: 9 “Aqui está um rapaz com cinco pães de cevada e dois peixinhos, mas o que é isto para tanta gente?” 10 Disse Jesus: “Mandem o povo assentar-se”. Havia muita grama naquele lugar, e todos se assentaram. Eram cerca de cinco mil homens. 11 Então Jesus tomou os pães, deu graças e os repartiu entre os que estavam assentados, tanto quanto queriam; e fez o mesmo com os peixes. 12 Depois que todos receberam o suficiente para comer, disse aos seus discípulos: “Ajuntem os pedaços que sobraram. Que nada seja desperdiçado”. 13 Então eles os ajuntaram e encheram doze cestos com os pedaços dos cinco pães de cevada deixados por aqueles que tinham comido.”

 

Talvez nosso Mestre esteja também “multiplicando" a nossa Fé, porque Ele está sempre no controle e Ele está sempre trabalhando. Imagine o olhar no rosto dos discípulos quando pegaram a lancheira do menino e a trouxeram para Jesus. Tudo que eles conseguiram reunir e encontrar foram apenas esses cinco pães e dois peixes. Mas eles não sabiam disso: o que é pouco em suas mãos torna-se poderoso quando você coloca na mão do Mestre. E o Mestre multiplicou e alimentou todos eles em um "buffet" de grande estilo. Até as sobras foram em abundância. Essa lição de fé visual, onde confiando tudo o que tinham à Jesus que provou-se fiel e fecundo, foi uma lição que os discípulos jamais esqueceriam. E sim, seus Cinco Pães e Dois Peixes são suficientes para Deus.

 

E quanto a você? Como você está lidando com esta situação?

O que Deus está te mostrando durante esse tempo?

Será que você se renderá humildemente a Ele e pedirá:

 

1. Sonda-me
2. Quebranta-me
3. Multiplica-me
4. Guia-me
5. Usa-me

 

 

Oração: Querido Pai Celestial, Tu sabes tudo, Tu me conheces por dentro e por fora. Não há nada que não saibas de mim. Peço-Te que tome tudo em mim em troca por tudo de Ti; tudo que sou, tudo que tenho, tudo que faço, usa para a Tua Glória. Sim, mesmo os meus medos, loucuras e fracassos, seja tudo usado para a Tua Glória. Seja o Teu Nome exaltado por toda a China e todas as Nações, todos virão e adorarão somente o Teu Nome. Amém.


 

 

Feedback: Adoraríamos ouvir suas histórias de como você tem passado esse tempo, ou como você foi encorajado pelo 'Novel Encouragement'. Por favor, deixe-nos um recado no: taskforce@bicf.org
Sentindo-se isolado, indefeso, com medo, solitário? Ligue para o HELPLINE 400 8928 012 (9h às 21h). É grátis e confidencial. (Voluntários receberam treinamento básico de aconselhamento telefônico) Disponível em inglês, mandarim, cantonês e tagalog.

 


Música: Five Loaves and Two Fishes (Corrinne May)